2 de mai de 2008

Oxente bichinha

Quem viu viu. Quem nao viu precisa ver. E eh melhor ouvir isso que ser surdo.

da Folha Online

Na Bahia, coordenador atribui resultado a "baixo QI dos baianos"

RENATA BAPTISTA
da Agência Folha
da Folha de S.Paulo, em Brasília

O Ministério da Educação divulgou ontem a lista dos 17 cursos de medicina que serão supervisionados por causa das baixas notas dos seus alunos no Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes). Para o coordenador do curso de medicina da UFBA (Universidade Federal da Bahia), Antônio Dantas, 69, o baixo rendimento dos alunos da faculdade no Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes) se deve ao "baixo QI [quociente de inteligência] dos baianos".

Os alunos de medicina da UFBA obtiveram conceito dois no exame. "Se não houve boicote dos estudantes, o que não acredito, o resultado mostra a baixa inteligência dos alunos."

Para Dantas, que é baiano, o corpo docente da faculdade é qualificado e não seria justificativa para o mau resultado no exame. O coordenador disse que o suposto baixo QI dos baianos é hereditário e verificado "por quem convive [com pessoas nascidas na Bahia]".

"O baiano toca berimbau porque só tem uma corda. Se tivesse mais [cordas], não conseguiria", afirmou, ressalvando que há exceções a sua regra.

Questionado se já foi alvo de críticas, Dantas disse que é "franco" e que "reconhece a limitação dos que o cercam". Ele afirmou que não foi notificado pelo MEC sobre os resultados e que vai analisar os erros dos alunos assim que recebê-los.

(....)

3 comentários:

Fabio Chiorino disse...

na dúvida, se sofrer um desarranjo intestinal após um acarajé, tome um chá quente e deixe o tempo curar a mazela.

Flor de Lis disse...

Jisuisss...
Mas não tem de prestar vestibular para entrar nesta universidade???

Nil disse...

Já vi essa teoria anos atrás, só que era relacionada a tamanho do cérebro, ainda bem que ele não atribuiu ao calor que como sabemos engrossa o sangue e dificulta a oxigenação do cérebro dificultando o pensamento. Einstein pensava assim...
: p